Áreas do design: confira as principais e como é o mercado de trabalho

áreas do design

As áreas do design atualmente contemplam os mais diversos segmentos. Isso porque o design está presente em praticamente tudo o que temos acesso no dia a dia: embalagens de produtos, anúncios, sites visitados, entre outros. Além disso, nos últimos anos, o mercado do design foi um dos que mais cresceu, tanto em oportunidades profissionais como na importância da área para a sociedade.

Dessa forma, design é um caminho amplo e uma área muito promissora. Pois é fundamental na relação das pessoas com os produtos e nos serviços prestados pelas empresas. Por esse motivo, saber quais as áreas do design é um caminho para entender esse mercado e verificar as oportunidades, que vão muito além do design gráfico. Você já pensou em ser, por exemplo, design de joias ou UX Designer?

Em suma, compreender as áreas de atuação do design é saber o quão diversificada e produtiva pode ser a carreira para quem deseja seguir por esse caminho. Inclusive, para identificar qual área do design ganha mais.

Se você tem curiosidade para saber mais sobre os afazeres de um designer e onde estes profissionais costumam atuar, esse texto é para você. Neste artigo vamos explicar quais as possíveis áreas de atuação do design e como está o mercado de trabalho.

Leia também: Saiba tudo sobre o curso de Design Gráfico

Qual a função do design?

O design é aquilo que torna algo mais atraente, ou seja, visivelmente mais bonito. Porém, o conceito vai muito além dessa concepção. A definição de design varia muito dependendo do contexto em que esta palavra é aplicada.

Primeiramente, vamos tentar entender para quê serve o design. Ele é basicamente um segmento que busca soluções criativas e inovadoras, é uma atividade responsável por planejamento, gestão e criação de serviços ou de produtos. Por isso, os designers costumam ser profissionais extremamente sensíveis e criativos, porque conseguem encontrar a ordem no caos. Atender as necessidades do produto e do público-alvo não é tarefa fácil.

Em alguns setores da empresa, algumas áreas do design também são importantes, por exemplo: na inovação, na identidade, na comunicação e na qualidade dos serviços, tanto dos clientes externos como internos. Essas são reflexões importantes que devemos ter para começar a compreender o quão importante é e como o design está presente no dia a dia como uma ferramenta inovadora de variadas aplicações.

Leia também: Design de Games x Jogos Digitais: entenda a diferença

Quais são as áreas do Design e suas funções?

Quem é designer pode atuar nas mais diversas áreas buscando soluções inteligentes e viáveis, visando sempre o melhor custo e planejamento. Veja a seguir quais são elas:

  • Ambiente;
  • Comunicação;
  • Produto;
  • Serviço.

É importante dizer que essas áreas são amplas dentro do design. Ou seja, em cada uma delas há vários segmentos que compreendem atividades diferentes. Nesse sentido, vamos detalhar um pouco mais abaixo.

Ambiente

O profissional que optar por esse segmento dentro do design poderá atuar em diversos espaços que necessitam de planejamento, sejam residenciais, comerciais ou espaços públicos dos mais diversificados. Um designer sempre vai encontrar uma solução viável para resolver os problemas de um projeto ruim muitas vezes, de forma funcional e estética, ou seja, tornando o espaço mais agradável. Veja um dos seguimentos mais conhecidos dentro dessa área.

Design de Interiores

O que faz: o designer de interiores é responsável pelo projeto de decoração, atua especificamente em ambientes internos, estabelecendo relações estéticas que são funcionais e organiza os objetos de acordo com o espaço disponível.

Onde pode atuar: pode trabalhar em parceria com arquitetos e também em espaços residenciais ou comerciais, como lojas e restaurantes.

Leia também: Designer de interiores: saiba como é o curso e o mercado de trabalho

Comunicação

Essa é uma área que abarca a parte do design gráfico, editorial, tipografia, design digital, entre outros. Essa área tem como objetivo atingir um público-alvo. Por exemplo: um jornal ou um site precisam de designer gráfico para funcionarem, pois ele é responsável pelo projeto ou meios de tornar possível a comunicação entre empresa e público ou empresa e funcionário. Veja alguns seguimentos dentro dessa área:

Design Gráfico

O que faz: um profissional dessa área é responsável por organizar as relações ordenadas estético-formais de elementos textuais ou não, cria logotipos ou marcas e embalagens.

Onde pode atuar: pode atuar em agencias de publicidades, editoras, gráficas ou empresas que solicitem projetos desse segmento.

Leia também: Saiba tudo sobre o curso de Design Gráfico

Design Digital

O que faz: um designer digital utiliza a criatividade para desenvolver interfaces digitais, atrativas e eficazes para a utilização de mídias digitais. É uma das áreas mais promissoras atualmente, com muitas oportunidades profissionais.

Onde pode atuar: pode atuar como desenvolvedor de sites, na edição de vídeos ou qualquer meio digital que envolva gestão de planejamento, criação ou desenvolvimento para aquilo que seja relacionado a esse meio. Outra área com muitas vagas é a de UX Design, ou design de experiência de usuários.

Diagramador

O que faz: esse segmento é responsável por distribuir os elementos gráficos em um espaço determinado de uma página impressa ou não.

Onde pode atuar: diagramadores podem atuar em jornais, revistas, agências de propaganda editoras, entre outras. Esse pode ser um mercado bem amplo dentro da área do design.

Design de jogos

O que faz: o design de jogos é uma extensão da área do design que se aplica a criação de jogos eletrônicos e digitais. Também é uma área muito promissora em relação ao mercado de trabalho, com o avanço das práticas de gamificação.

Onde pode atuar: profissionais dessa área podem atuar na criação, gestão e projetos dos jogos de videogame, desde o início da produção até a fase de testes. É preciso considerar que, atualmente, jogos não são voltados apenas ao entretenimento. Em outras palavras, é possível desenvolver jogos como método complementar de ensino nas escolas, ou ainda, aplicados ao tratamento de alguma doença motora, por exemplo.

Design de moda

O que faz: o designer de modas é responsável pela aplicação estética de roupas ou acessórios. Muitas vezes, é uma área confundida com a própria moda.

Onde atua: o Brasil é um país muito influente na moda, profissionais dessa área são relevantes para o fomento cultural prestando consultorias e assessorias para os eventos dessa área.

Leia também: Saiba tudo sobre o curso de moda

Produto

Nessa área, o profissional deverá compreender técnicas para desenvolver e saber identificar uma forma que seja criativa para elaborar projetos e agregar valor aos produtos. Dessa forma, implica saber qual tecnologia usar, como se comporta o público-alvo que quer atingir e como atribuir uma identidade ao produto que quer comercializar. Um bom projeto de design pode fundar uma grande marca. Veja alguns segmentos conhecidos dessa área:

Design de embalagens

O que faz: esse é um segmento que está dentro do design gráfico, porém é focado em embalagens. Dessa forma, um designer de embalagens deve resolver problemas relacionados a estética tridimensional ou ergonomia dos produtos.

Onde pode atuar: profissionais dessa vertente podem trabalhar nas industrias ou fábricas com criação de projetos, soluções ou gestão de problemas relacionados a essa área.

Design de móveis

O que faz: um profissional desse ramo é responsável em criar, projetar ou elaborar móveis ou utensílios mobiliários.

Onde pode atuar: essa vertente pode atuar em parceria com arquitetos ou designer de interiores, projetam os móveis de maneira estética e funcional de acordo com o que o ambiente ou o cliente necessita.

Serviço

Aqui é fundamental que o profissional tenha a sensibilidade para identificar as características de consumo. Quais usuários utilizam determinado serviço, quais funções são desempenhadas por esse serviço e qual conteúdo deve ser agregado a ele. Veja alguns segmentos conhecidos dessa área:

Web designer

O que faz: essa vertente é uma extensão do design gráfico, o foco desse segmento é a criação de  projetos gráficos de sites, blogs ou mídias digitais.

Onde pode atuar:  um profissional dessa área pode atuar em um vasto campo profissional, seja para empresas de produção de conteúdo, como freelancer ou até mesmo em casa como home office.

UX Designer

O que faz: O UX Designer, ou designer de experiência do cliente. Em tradução livre, UX é experiência do usuário que, quando relacionada ao design, trata diretamente da relação que um usuário estabelece com um produto ou serviço. O Ux Designer é o responsável por garantir a satisfação de um usuário ao otimizar a sua experiência dentro de uma plataforma digital, tornando-a mais funcional, confiável, usável e até mesmo prazerosa.

Onde pode atuar: empresas, agências de marketing digital, startups, entre outros negócios.

Designer de serviços

O que faz: essa é a área de como um produto vai impactar um cliente em potencial, portanto, essa é uma forma de projetar como as pessoas vão interagir com os produtos.

Onde pode atuar: um profissional dessa área pode atuar nos mais diversificados órgãos que precisam de um projeto elaborado. Ele é responsável pela identidade visual do produto a ser oferecido por determinada empresa.

Designer de joias

O que faz: o designer de joias é responsável pela criação e elaboração do desenho das joias e peças que serão produzidas e comercializadas. O profissional leva em conta o tipo de material utilizado, o tipo da peça, entre outras características.

Onde pode atuar: pode atuar junto à indústrias de joias, ou joalherias. Além disso, pode contribuir na criação de coleções de joias junto a grandes marcas do segmento.

Leia também: Design de joias e ourives: são a mesma profissão?

Designer de sapatos

O que faz: o designer de sapatos é o profissional responsável por desenvolver o desenho de sapatos, levando em conta fatores como tipo de material, tamanho do produto, público-alvo, tipo de utilização etc.

Onde pode atuar: junto a grandes empresas do setor calçadista, na criação de linhas de produtos.

Leia também: Designer de sapatos: o que é preciso para seguir nessa profissão?

Mercado de trabalho para o designer

Como você pode ver, as áreas do design oferecem inúmeras possibilidades para quem deseja construir carreira. Isso porque o design vai muito além do Design Gráfico, por exemplo, com o surgimento de novas áreas, como a UX Design, ou design de experiência de usuários na web. Nesse sentido, o campo digital tem proporcionado muitas oportunidades para profissionais que se interessam na área.

Como estudar

Da mesma forma que as áreas do design são diversificadas, as possibilidades de estudar também são. Portanto, não existe um curso de graduação que abranja todas as áreas dentro do design. É importante você filtrar qual segmento você se identifica para poder acertar na escolha do curso.

Se você busca fazer bacharelado, a Universidade Estácio de Sá oferece graduação em Design de Modas e Design de Interiores. Confira o link do site aqui.

Algumas áreas do design também são oferecidas nas universidades públicas. Veja algumas universidades federais que oferecem o curso de design ou design gráfico:

Além das universidades federais, os institutos federais também oferecem cursos técnicos ou tecnológicos dentro dessa área. Para isso, você deve verificar nos sites das instituições a possibilidade de ingresso e os métodos de seleção.

Além dos cursos de bacharelado, existem também plataformas de cursos na internet que oferecem certificados online dentro da área do design. Essa pode ser uma maneira de ingressar mais rápido no mercado ou aperfeiçoar seus conhecimentos. Caso você não queira se aprofundar muito, essa pode ser uma opção interessante. Veja a seguir algumas plataformas:

Algumas dessas plataformas são gratuitas ou oferecem cursos por um preço mais acessível. Portanto, uma maneira simples e fácil de saber mais sobre o design.

Agora que você tem mais conhecimentos sobre as áreas do design é mais fácil de escolher um direcionamento. Se você gostou desse assunto e quer saber mais sobre outras áreas e outras carreira, não deixe de acessar o blog Vai de Bolsa.

Outros posts da categoria

Receba novidades por email:

Vai uma bolsa aí?