Saiba tudo sobre o curso de bombeiro civil

Quando se fala em bombeiro, a primeira imagem que costuma aparecer na mente das pessoas é um bombeiro apagando um incêndio, não é mesmo? Mas, você sabe o que um bombeiro civil faz? São atividades muito importantes, que vão além do convencional atendimento a ocorrências de incêndio. Na verdade, a missão de um bombeiro civil é salvar vidas, em qualquer situação. Se essa é a sua vocação, precisa então conhecer como é o curso de bombeiro civil. Nesse post, você vai entender qual é a diferença entre bombeiro civil e militar, além de saber quais as disciplinas teóricas e práticas estudadas no curso e como está o mercado de trabalho. O curso de bombeiro civil abre muitas portas para quem tem interesse em atuar na área. Ser bombeiro é uma profissão para quem gosta de atuar ao ar livre.

Saiba mais sobre a profissão de bombeiro

Segundo o Ibope Inteligência de 2018, o Corpo de Bombeiros é a instituição mais confiável do Brasil pelo 10º ano consecutivo! Mas, você sabia que a profissão Bombeiro Civil só foi reconhecida por lei em 2009, com a lei federal nº 11.901? Depois da profissão de Bombeiro Civil ser reconhecida por lei, ela passou a ter a jornada de trabalho regulamentada, e também sua carreira e direitos.

Como é o trabalho de um Bombeiro?

Primeiramente, você deve saber que existem Bombeiros Civis e Bombeiros Militares. Entenda:
  • Bombeiro Civis: trabalham em instituições privadas e possuem a função de prevenir acidentes. Trabalham em hospitais, shoppings, escolas etc;
  • Bombeiro Militar: este profissional faz parte da organização militar do estado, e trabalham em ações de prevenção em áreas de risco, combates a incêndios florestais e urbanos e também no resgate de pessoas em desastres naturais, acidentes e afogamentos.

Como é o trabalho de um Bombeiro Civil?

O Bombeiro Civil, como visto acima, trabalha em empresas privadas e é o responsável por prevenir acidentes, incêndios ou qualquer situação que possa gerar uma emergência. É este profissional o responsável por inspecionar os equipamentos de combate a incêndio e também de acompanhar atividades que possuam qualquer tipo de risco na edificação. O Bombeiro Civil pode auxiliar na criação de planos emergenciais, e deve sempre cuidar e zelar pela preservação das vidas, do meio ambiente e do patrimônio onde atua. É ele que também presta os primeiros socorros em vítimas de acidentes, ou de quaisquer situações que os primeiros socorros se façam necessário, até a chegada do resgate. A jornada de trabalho de um Bombeiro Civil também é um pouco diferente das demais profissões. O profissional deve trabalhar em turnos de 12 horas, seguidos por 36 horas de descanso. Totalizando, no máximo, 36 horas semanais de trabalho.

Como ser um Bombeiro Civil

Para se tornar um Bombeiro Civil é necessário realizar um curso de formação de bombeiro. Além disso, é preciso:
  • Ter no mínimo 18 anos;
  • Ensino médio completo;
  • Aprovação no exame clínico, feito com até 60 dias antes do curso.
O curso de bombeiro civil tem uma carga horária de, no mínimo, 210 horas, conforme a NBR 14608 da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), sendo 94 horas de teoria e 116 horas de treinamento prático. O curso de capacitação pode ser básico, intermediário ou avançado, e o certificado é válido para 12 meses, sendo necessário realizar um novo curso após o vencimento. Vale lembrar que para ter validade, a instituição deve ser credenciada ao Corpo de Bombeiros do estado, caso contrário, seu diploma não valerá. Os instrutores do curso também precisam ser certificados. Para saber se a instituição onde você quer realizar o curso é credenciada, basta acessar o site do Corpo de Bombeiros do seu estado, e verificar.

Como é o curso de Bombeiro Civil

Durante o curso de Bombeiro Civil, o estudante irá aprender técnicas para combate de incêndio, abandono de local sinistrado e primeiros-socorros. Confira mais detalhes:
  • Técnicas de Combate a incêndio: O estudante irá aprender sobre os processos de propagação do fogo, avaliação de risco, agente extintores, sistemas de detecção e alarmes, táticas de combate, e muitos outros tópicos relacionados ao assunto;
  • Abandono de local sinistrado: Esta é a parte do curso que capacita o estudante a conhecer melhor as rotas de fuga, sinalização de segurança, tipos de instalações de elevadores e procedimentos de emergência, técnicas de abandono e saída organizada a partir de pontos de encontro e chamada, controle de pânico, entre outros;
  • Primeiros-socorros: Como já era de se esperar, este é um assunto primordial para a carreira do bombeiro civil. O aluno aprenderá técnicas de exames primários (detecção de sinais vitais) e secundários (sintomas e exames do corpo todo), identificação de sintomas de obstrução das vias aéreas e manobras de liberação para adultos e crianças. O estudante também vai aprender a desempenhar técnicas de reanimação cardiopulmonar (RCP), classificar e reconhecer os sinais de estado de choque, hemorragias e fraturas, entre outros.
O custo do curso é acessível e pode variar, mas normalmente fica em torno de R$ 1.600. Muitas instituições fazem o pagamento parcelado e possuem bolsas de estudos parciais ou totais. O Bombeiro Civil precisa realizar uma reciclagem anualmente, seguindo as instruções da NBR 14.608 e as demais legislações estaduais e municipais. O curso de bombeiro civil é similar a um curso técnico.

Avaliação do curso de Bombeiro Civil

Assim como o curso de Bombeiro Civil, as avaliações também são divididas em teóricas e práticas. Para ganhar o certificado, o estudante deve ter um aproveitamento de, no mínimo, 80% em todos os módulos do curso. Após a conclusão do curso, a instituição tem um prazo de 30 dias para credenciar o aluno aprovado ao Corpo de Bombeiros. Depois disso, o profissional já poderá começar a atuar na área.

Como é o mercado de trabalho

Depois de se formar no curso de Bombeiro Civil e ter sido credenciado no Corpo de Bombeiros do seu Estado, você estará apto para entrar no mercado de trabalho. O Bombeiro Civil pode atuar como um profissional empregado, ou seja, é contratado diretamente pela empresa que necessita do trabalho de um bombeiro civil, profissional terceirizado, atuando em empresas que precisam do serviço na área da segurança patrimonial – esta é a contratação mais comum para essa profissão, ou então como profissional autônomo, trabalhando em festas em clubes, estádios de futebol, eventos, casas noturnas, entre outros. Como dito no início do artigo, a carreira do Bombeiro Civil foi regularizada. Sendo assim, o profissional pode ser categorizado em:
  • Bombeiro Civil: é o profissional que possui o curso básico de Bombeiro (operacional), possui um piso salarial em torno de 2 salários mínimos federais, sem gratificação;
  • Bombeiro Civil Líder: possui curso técnico de nível médio, com a disciplina de prevenção e combate a incêndio e comando de equipe. Possui um piso salarial em torno de 3 salários mínimos federais, sem gratificação;
  • Bombeiro Civil Mestre: engenheiro com especialização em prevenção e combate a incêndio, realiza o comando da unidade de trabalho. Possui um piso salarial em torno de 8 salários mínimos federais, sem gratificação.
Os valores dos salários podem variar, dependendo da empresa e da região. Além do salário, o empregador também deverá fornecer ao Bombeiro Civil o seu uniforme, gratificação de periculosidade e seguro de vida. Se interessou na carreira de Bombeiro? Então não perca tempo e encontre o curso de bombeiro militar mais próximo de você! Continue acompanhando o Blog Vai de Bolsa para ter acesso a mais conteúdos sobre capacitações e mercado de trabalho.

Outros posts da categoria

Receba novidades por email:

Vai uma bolsa aí?

Selecionamos 25 faculdades com as melhores Bolsas de estudo EAD ou Presencial.
Conheça o Vai de Bolsa. aproveite, vagas Limitadas!

75%OFF

Isenção na primeira mensalidade
sem taxa de renovação e ainda ganhe 30% Off na pré-matrícula. Peça o seu cupom!