Delegado Federal: o que faz e como seguir carreira na área

delegado federal

O cargo de Delegado Federal é considerado um dos mais prestigiados da Polícia Federal (PF). Assumir como delegado na PF é para muitos um sonho de carreira. Visto que se trata do alto escalão da corporação, além dos altos salários da função. Mas ser Delegado Federal envolve formação acadêmica específica e um concurso público pela frente.

Não é fácil ingressar na PF, ainda mais para esse cargo. Porém, é um caminho certamente possível. Vai depender muito do seu empenho e determinação para se tornar um delegado federal e ter sucesso na carreira. Além disso, vocação e comprometimento com a profissão também são importantes.

Quer saber como ingressar como delegado na Polícia Federal? Então veja a seguir mais detalhes sobre a profissão, salário, qual graduação precisa fazer e muito mais!

Leia também: Bacharel em Direito, quais são as áreas de atuação?

Qual a função de um Delegado Federal?

Em primeiro lugar, é importante você saber o que realmente faz um Delegado Federal. Até para ver se você se imagina na carreira e se a profissão tem o seu perfil. Se você é uma pessoa dinâmica, que gosta de ação e novidades, provavelmente vai gostar da rotina de um delegado.

É comum estar em campo chefiando uma ação policial, por exemplo, ou acompanhando uma investigação. Da mesma forma, que tem dias de escritório em meio a papeladas e serviços administrativos. Mas longe de ser uma profissão maçante.

Pelo contrário, para ser um Delegado Federal você precisa estar muito preparado mental, emocional e fisicamente. Assim como o policial militar, o Delegado Federal precisa estar sempre de prontidão para manter a ordem, segurança e o cumprimento da lei.

Principais funções do cargo

  • Instaurar e comandar ações policiais de investigação e repressão ao crime;
  • Instaurar e comandar inquéritos;
  • Participar do planejamento de operações de segurança;
  • Supervisionar e executar missões de caráter sigiloso;
  • Requisitar perícias e informações;
  • Solicitar documentos e dados para apuração de fatos;
  • Representar pela prisão preventiva e temporária;
  • Requerer ao juiz interceptação telefônica e captações ambientais,
  • Representar pelo sequestro de bens provenientes de infrações penais.

Salário de um delegado da PF

O salário acaba sendo um grande atrativo para quem decide seguir carreira na área. Afinal, o Delegado da Polícia Federal pode ganhar entre R$ 19 mil a R$ 23 mil em início de carreira, segundo dados da PF.

Todavia, essa remuneração pode ser ainda maior, com gratificações e o tempo de carreira. No auge do cargo, o delegado pode chegar a ter uma média salarial acima de R$ 30 mil.

O que preciso fazer para ser Delegado Federal?

Acima de tudo, para se tornar um Delegado de Polícia Federal é necessário ter bacharelado em Direito, em instituição reconhecida pelo MEC. Além da graduação, você vai precisar ter experiência mínima de três anos em atividade jurídica ou policial.

Por exemplo, um cargo como analista em um tribunal na área jurídica já é válido. Não necessariamente, você precisa ter advogado. Até porque não é requisito obrigatório ter a carteira da OAB. No entanto, quem quer seguir carreira como Delegado Federal também precisa possuir carteira de habilitação na categoria B ou superior.

Veja outros requisitos básicos ao cargo:

  • Ter idade mínima de 18 anos completos na data de matrícula no Curso de Formação Profissional;
  • Aprovação na investigação social;
  • Ter a nacionalidade brasileira ou portuguesa;
  • Estar com todas as obrigações militares (homens) e eleitorais em dia;
  • Possuir carteira de identidade civil;
  • Aptidão física e mental para o cargo;
  • Aprovação em concurso público.

Concurso público para delegado da PF

Certamente, é um dos concursos mais concorridos do Brasil. Seja pelo número de candidatos por vaga ou pelo alto nível de dificuldade das provas. Na primeira etapa do concurso, você vai se deparar com uma prova objetiva e outra discursiva. Além de questões relacionadas ao Direito, as provas incluem conhecimentos gerais de informática e português.

Os aprovados nessas duas etapas, passam para a fase dos teste de aptidão física, psicológica e exame médico. Além disso tudo, o candidato aprovado precisa fazer uma prova oral no final. Nesse caso, você será avaliado por uma banca da PF. Serão feitas perguntas sobre direito penal, processual penal, constitucional e direito administrativo.

Já o teste físico, que acaba eliminando muitos candidatos, tem como intuito avaliar a capacidade do candidato para suportar as exigências da prática de atividades físicas no Curso de Formação Profissional, assim como das atribuições do próprio cargo. É preciso passar nos testes de barra fixa, impulsão horizontal, corrida de 12 minutos e natação.

Posteriormente, os aprovados em todas as etapas passam pelo Curso de Formação Profissional da Academia Nacional de Polícia, em Brasília.

Leia também: Entenda como é o curso de Direito no Brasil

Já decidiu se vai seguir carreira como Delegado Federal?

Diante de todas essas informações sobre a função do delegado e como fazer para ingressar na PF, agora é com você! Mas se ainda está em dúvida, continue navegando pelo Vai de Bolsa. Fique por dentro de tudo sobre educação, profissões e cursos de graduação e especialização, que podem ajudar a decidir o seu futuro. Até a próxima!

Outros posts da categoria

Receba novidades por email:

Vai uma bolsa aí?