Bolsas de Estudo com a Nota do Enem: Perguntas Frequentes

Acesse o Vai de Bolsa e confira mais de 800 mil bolsas de estudo disponíveis, os descontos podem chegar a 100%* em cursos de graduação e pós-graduação, seja presencialmente ou na modalidade de ensino à distância – EAD. Para calcular o seu desconto, basta informar a sua nota geral e selecionar como deseja estudar.

Faça o teste e descubra em média quanto de bolsa a sua nota vale!

Não se preocupe! O Vai de Bolsa oferece outras cinco formas de ingresso que não exigem a nota do exame.

Inscreva-se gratuitamente! Em até 48 horas após a solicitação, você receberá mais informações das instituições parceiras. 

Através do nosso simulador gratuito de nota do Enem, você consegue saber quais são as suas chances em mais de 35 faculdades particulares. Faça o teste!

Engenharia de biossistemas e engenharia agrícola: qual a diferença?

O curso de engenharia de biossistemas é novo no Brasil. Surgiu em 2009, na Universidade de São Paulo (USP) e, desde então, se popularizou no país. Só que muita gente não sabe o que se aprende nessa graduação ou então confunde com um outro curso, o de Engenharia Agrícola. Em suma, a engenharia de biossistemas está mais voltada ao campo da biologia, enquanto que a agrícola à agropecuária. 

Mas a verdade é que, mesmo sendo da área da engenharia, essas duas faculdades tem suas diferenças. Neste post, vamos explicar quais são, além de mostrar o que faz o engenheiro de biossistemas e como é o mercado de trabalho na área.

Continue lendo e entenda!

O que é a Engenharia de Biossistemas?

O curso de Engenharia de Biossistemas é baseado em uma abordagem de sistemas biológicos sob a ótica da engenharia. 

Isso significa que os alunos aprendem os conteúdos básicos no início do curso, com matérias de matemática e física. Depois, aprofundam-se nos estudos biológicos, desde o nível molecular até ecossistemas inteiros. 

Todo esse conhecimento serve para contribuir na criação e aperfeiçoamento de tecnologias voltadas para a produtividade dos sistemas biológicos. Ou seja, para a produção sustentável no meio ambiente. 

Como é o curso de Engenharia de Biossistemas?

Como você viu, os primeiros anos do curso são bem parecidos com as demais engenharias. As únicas exceções são as matérias voltadas para química e biologia, que não são tão frequentes em outros cursos da área. 

Mas depois dos três primeiros anos, o estudante começa a estudar outras disciplinas, que conectam todos esses conhecimentos e ajudam a compreender na prática o seu trabalho. Controle, automação, mecatrônica e robótica são algumas dessas matérias. 

No total, a graduação em Engenharia de Biossistemas tem duração de 5 anos e funciona em período integral. Ou seja, tem uma base bem grande de teoria e prática. 

Ficou com curiosidade para saber mais sobre a grade curricular dessa faculdade? Então confira algumas das matérias obrigatórias a seguir:

  • Álgebra Linear;
  • Cálculo I;
  • Introdução à Engenharia de Biossistemas;
  • Biologia Celular e Molecular;
  • Botânica;
  • Estatística Básica;
  • Física Geral e Experimental;
  • Termodinâmica;
  • Mecânica Geral;
  • Circuitos elétricos;
  • Economia;
  • Sociologia;
  • Geração de Eletricidade e Calor;
  • Eletrônica;
  • Sistemas Digitais;
  • Inteligência Artificial;
  • Ciência e Tecnologia dos Materiais;
  • Automação em Agropecuária;
  • Máquinas para Produção Agropecuária;
  • Gestão da Qualidade em Produtos Agroindustriais;
  • Zootecnia de Precisão;
  • Agricultura de Precisão;
  • Agrometeorologia;
  • Saneamento Rural;
  • Robótica;
  • Controle de pragas.

Essas são apenas algumas das disciplinas que o aluno tem durante a graduação. Além de cursá-las, ele ainda precisa entregar um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), além de fazer estágio obrigatório, na maioria das instituições. 

Onde estudar Engenharia de Biossistemas?

Hoje em dia, o curso de Engenharia de Biossistemas é oferecido por outras universidades além da USP. É possível encontrar graduações na área na Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), na Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP), no Instituto Federal de São Paulo (IFSP) e na Universidade Federal de São João Del-Rei (UFSJ). 

Já na pós-graduação, a especialização em Engenharia de Biossistemas pode ser cursada na Universidade Federal Fluminense (UFF), na Universidade Federal do ABC (UFABC) e na Universidade Federal de Pelotas (UFPel), entre outras instituições. 

O que faz o Engenheiro de Biossistemas?

Mas, na prática, o que o Engenheiro de Biossistemas faz? Esse profissional trabalha para encontrar soluções de engenharia para questões que envolvem fatores biológicos, como a produção vegetal e animal, energia, biocombustíveis e gestão de resíduos na agroindústria.

Além disso, esse engenheiro pode prestar consultoria e gerir projetos em diversas áreas, tanto públicas quanto privadas. 

É claro que, por ser um curso novo, muitos outros profissionais atuam nessas áreas hoje em dia. Mas a tendência é que, cada vez mais, o engenheiro de biossistemas assuma essas demandas. Afinal, ele é focado no impacto e na produtividade do agronegócio. 

Qual a diferença da Engenharia de Biossistemas para Engenharia Agrícola?

Outra questão que costuma surgir quando o assunto é engenharia de biossistemas é: qual a diferença desse curso para a engenharia agrícola? Afinal, os cursos têm a mesma duração e muitas disciplinas em comum.

Mas apesar de serem parecidos, os dois tem sim as duas diferenças. A engenharia agrícola, por exemplo, tem mais foco na produção agrícola em si. No curso, as matérias são focadas nas etapas da agropecuária, criação de rebanhos e plantio. 

Enquanto a engenharia de biossistemas é mais abrangente, além de focar bastante no desenvolvimento e aprimoramento de tecnologias, com o uso da robótica e da inteligência artificial.

Onde estudar Engenharia Agrícola?

Por ser mais antigo, o curso de engenharia agrícola pode ser encontrado em mais instituições de ensino. Por isso, pode ser uma opção mais acessível para quem quer trabalhar com o agronegócio. Algumas faculdades com essa graduação são:

  • Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG);
  • Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT);
  • Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ);
  • Universidade Federal de Pelotas (UFPEL);
  • Universidade Federal de Lavras (UFLA); 
  • Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC); 
  • Universidade Federal de Campina Grande (UFCG); 
  • Universidade Federal de Viçosa (UFV).

Mercado de trabalho para a Engenharia de Biossistemas e para a Engenharia Agrícola

Como você viu, o mercado de trabalho para a Engenharia de Biossistemas e para a Engenharia Agrícola é parecido e bastante promissor. Afinal, a população está sempre crescendo e, por isso, a produção agrícola precisa acompanhar esse desenvolvimento. 

Além disso, o Brasil é um país exportador de carne, soja, entre outros produtos que estão diretamente relacionados com a atuação desses profissionais. 

Atualmente, os rendimentos do setor agrícola são responsáveis por cerca de 20% do PIB! Ou seja, é um mercado com bastante possibilidade de atuação profissional.

O Engenheiro de Biossistemas ou Agrícola pode trabalhar em:

  • Empresas do setor de maquinário; 
  • Usinas de etanol ou outras matrizes energéticas; 
  • Plantas de produção animal (laticínios, granjas, frigoríficos); 
  • Redes de distribuição de alimentos; 
  • Empresas de construção rural (projetando e construindo estufas, silos e estábulos); 
  • Consultoria; 
  • Órgãos públicos de pesquisa (Embrapa, APTA, universidades), entre outros locais!

Além disso, os salários desses dois profissionais também são similares, em função da legislação brasileira, que determina o piso salarial dos profissionais de engenharia, arquitetura, química e agronomia.

  • Jornada de 6 horas: 6 salários mínimos;
  • Jornada de 7 horas: 7,25 salários mínimos;
  • Jornada de 8 horas: 8,5 salários mínimos.

Há outros cursos que trabalham nessa área!

Por fim, se você gostou de saber mais sobre a graduação em engenharia de biossistemas, conheça também o curso de agronomia antes de escolher sua faculdade! 

Afinal de contas, essa é mais uma carreira para quem tem vontade de trabalhar nesse segmento e pode ser uma ótima opção se você não é tão chegado aos números. 

Acesse mais informações sobre cursos, capacitações, mercado de trabalho e dicas no blog Vai de Bolsa.

Faça seu pedido de bolsa!
Em quantas faculdades quiser, de uma só vez.

Negocie o seu desconto diretamente com as faculdades!

Confira os posts mais acessados do nosso Blog

Se você está procurando por conteúdo valioso e altamente acessado, não deixe de conferir esta seção.