Bolsas de Estudo com a Nota do Enem: Perguntas Frequentes

Acesse o Vai de Bolsa e confira mais de 800 mil bolsas de estudo disponíveis, os descontos podem chegar a 100%* em cursos de graduação e pós-graduação, seja presencialmente ou na modalidade de ensino à distância – EAD. Para calcular o seu desconto, basta informar a sua nota geral e selecionar como deseja estudar.

Faça o teste e descubra em média quanto de bolsa a sua nota vale!

Não se preocupe! O Vai de Bolsa oferece outras cinco formas de ingresso que não exigem a nota do exame.

Inscreva-se gratuitamente! Em até 48 horas após a solicitação, você receberá mais informações das instituições parceiras. 

Através do nosso simulador gratuito de nota do Enem, você consegue saber quais são as suas chances em mais de 35 faculdades particulares. Faça o teste!

Engenharia de Pesca: saiba tudo sobre este curso

Essa é uma profissão para os curiosos e os amantes do mar e dos animais marinhos, principalmente. A missão é sempre encontrar a melhor técnica para produzir mais de forma sustentável. No entanto, para isso, o caminho é longo. O curso de graduação em Engenharia de Pesca dura pelo menos cinco anos. Há diferenças e semelhanças com o de Engenharia de Aquicultura, por exemplo. Vamos detalhar tudo nesse post.

Com a formação em Engenharia de Pesca você ficará apto para trabalhar com a cultura, a criação, a captura e a industrialização não só dos peixes, como se acha, mas de todos os organismos aquáticos.

A profissão é bastante promissora. A boa notícia para quem se forma em Engenharia de Pesca é que também existem oportunidades por todo o Brasil. Cada região tem investido em um cultivo diferente. Sendo assim, o mercado de trabalho fica mais diversificado e abre outras portas para os iniciantes.

O curso de Engenharia de Pesca

Para conseguir o seu diploma de Engenharia de Pesca é preciso passar pela graduação. Então, basicamente o processo você já conhece. Serão cinco anos de aulas teóricas e também práticas. A formação é mais completa e forma você para o mercado de trabalho e também para entender o contexto geral do universo e da sua profissão.

No entanto, vale destacar que você precisa estar muito disposto a estudar matérias mais de exatas, ou seja, comuns às engenharias. No caso da Engenharia de Pesca não é diferente. Você precisará enfrentar disciplinas como cálculo, física, química e estatística. Tudo isso já nos primeiros anos da sua graduação. Então, vale a pena dar uma boa olhada na grade de disciplinas da faculdade de Engenharia de Pesca que você escolher para saber melhor como será a sua trajetória.

Vale saber ainda que você também passará por aulas práticas. Nesses casos, você estará em laboratórios, rios ou lagos. A proposta será sempre a de entender e estudar o processamento do pescado, técnicas de navegação e cultivo de animais aquáticos.

Engenharia de Pesca ou Aquicultura?

Outro alerta que queremos fazer para você é sobre a diferença e os diferentes cursos existentes nessa área. Você vai encontrar na lista de curso das faculdades a Engenharia de Pesca e também a Engenharia de Aquicultura. São cursos diferentes, apesar dos nomes parecidos. Então, muita atenção ao que você quer realmente fazer. A base de conhecimento e da sala de aula até tem alguma relação, mas a atuação no mercado de trabalho pode ser diferente.

No caso da Engenharia de Aquicultura você precisará saber sobre a produção de quase todas as espécies cultiváveis (peixes, camarões, rãs, algas etc.), além da construção de complexos aquícolas.

Agora que você já entendeu bem melhor como é a estrutura do curso de Engenharia de Pesca e tudo o que precisará saber para se dar bem na sua profissão, veja as principais disciplinas:

  • Cálculos
  • Física
  • Química
  • Biologia
  • Botânica
  • Zoologia
  • Bioquímica
  • Ecologia
  • Computação
  • Microbiologia
  • Desenho Técnico
  • Probabilidade e Estatística
  • Mecânica
  • Controle do pescado
  • Topografia
  • Geologia
  • Técnicas de Pesca
  • Navegação

Essas são só algumas das matérias que você precisará cursar nos cinco anos de graduação. Existem várias outras. A lista completa você acessa sempre no site oficial da faculdade de Engenharia de Pesca que escolher. Preste muita atenção porque existem ainda matérias de conclusão de curso e ainda de estágios.

Leia com atenção essa etapa do processo. É fundamental para você não ter surpresas durante a graduação. Além disso, pode ajudar você na decisão de começar ou não essa especialização profissional. Verifique se os conteúdos estão de acordo com o que você gostaria de fazer.

Mercado de trabalho na Engenharia de Pesca

As oportunidades profissionais são variadas. Aliás, devido a realidade do Brasil a empregabilidade é bem alta também. Só para você ter uma ideia no ranking mundial, o Brasil ocupa a quarta posição entre os maiores produtores de tilápia. Significa então que se você se formar em Engenharia de Pesca e quiser trabalhar com essa espécie, terá mais oportunidades em algumas regiões do país.

No entanto, existem ainda outras realidades que podem abrir mais portas no mercado de trabalho para o profissional da Engenharia de Pesca. Na Região Centro-Oeste, por exemplo, estão abrindo novos frigoríficos. Isso também incentiva a piscicultura, em especial do pintado. Outra vez, como um especialista na área, você pode ocupar o mercado. No entanto, é sempre bom se especializar para dar conta de superar a concorrência.

Já no Norte do Brasil, a realidade é outra. Está crescendo o cultivo de peixes e também de camarões. Então, mais um desafio profissional para você que tem interesse em trabalhar nessa região. No Sul, aumenta a produção de trutas, peixes de água doce e moluscos.

Mais uma vez se você se especializar nos assuntos poderá ter mais empregabilidade garantida. No Centro-Oeste, especialmente em Brasília, há chances na consultoria para empreendimentos em aquicultura. O ramo também é interessante e costuma render bons salários. Afinal, é algo mais específico, só que também temporário. Se você tiver um perfil empreendedor, pode ser uma chance profissional.

Atuação do profissional

Falamos bastante das possibilidades, mas é importante você saber como será a sua rotina também. Como um formado em Engenharia de Pesca você terá que atuar na construção de lagos, barragens e cativeiros. Essa missão é bem importante e existem algumas possibilidades disponíveis.

Além disso, você poderá aplicar novos métodos e tecnologias na localização, captura, beneficiamento e conservação de peixes, crustáceos e moluscos. Tudo isso você vai aprender nas disciplinas do curso de graduação em Engenharia de Pesca. A sua missão é sempre trabalhar de forma sustentável. E pode atuar na criação ou reprodução desses animais, em fazendas aquáticas, por exemplo.

Serviço público também há espaço

Outra vantagem é atuar no serviço público como servidor ou funcionário efetivo. Dá para fazer o ordenamento dos recursos pesqueiros e da política de fomento à pesca. Ou ainda ode atuar na inspeção do pescado e na prestação de assistência técnica ao produtor. Essas são só algumas das possibilidades para você atuar no mercado de trabalho.

Aliás, como servidor público, sempre vale a pena procurar mais informações sobre os concursos abertos. Eles as variados e com atividades distintas. Tudo esta relacionado com as atividades daquele estado do país. Então, você pode direcionar a sua carreira, mesmo sendo pública, de acordo com a atividade que mais se identificar. Além disso, boas informações podem vir da internet, se você ainda não conhece a realidade da região.

Atuar como prestador de serviços

Por fim, lembre-se que sempre é possível atuar como um prestador de serviços. As grandes empresas costumam contratar os formados em Engenharia de Pesca para uma consultoria. O trabalho costuma ser só por um momento, mas também rende bons salários. Se a proposta for circular pelo país e conhecer diferentes realidades profissionais, essa pode ser uma das suas missões. Vale a pena investir no setor. Abrir uma MEI pode ser um caminho.

Mas, também tenha em mente que nesses casos o relacionamento e o marketing pessoal são importantes. Afinal, você precisará de indicações para conseguir essas consultorias. Então, prepare-se na faculdade, mas também garanta bons contatos profissionais que podem impulsionar a sua carreira na área da Engenharia de Pesca.

Salários em Engenharia de Pesca

Eles variam muito. Como você viu até aqui, são várias opções de trabalho dentro da Engenharia de Pesca. Então, os salários também são diferentes. Além disso, tudo está ligado com o seu tempo de experiência e com o tamanho e o projeto da empresa que vai contratar você.

No entanto, é claro que existe uma média salarial no mercado de trabalho brasileiro. Segundo dados do Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Confea), o salário médio para o recém formado é de R$ 3.950. Não é dos piores salários, considerando a realidade de outros profissionais. Além disso, tenha em mente que estamos falando aqui de um recém formado. Sendo assim, com o passar dos anos esse valor sobe e muito.

Para você ter uma ideia, no ápice da profissão um profissional formado em Engenharia de Pesca pode ganhar cerca de R$8.000,00. Então, a variação é grande as possibilidades no mercado de trabalho também.

Gostou dessa área?

Como vimos até aqui, a área da Engenharia da Pesca é muito promissora no Brasil. Confira outros conteúdos sobre mercado de trabalho e cursos de capacitação no blog Vai de Bolsa.

Faça seu pedido de bolsa!
Em quantas faculdades quiser, de uma só vez.

Negocie o seu desconto diretamente com as faculdades!

Confira os posts mais acessados do nosso Blog

Se você está procurando por conteúdo valioso e altamente acessado, não deixe de conferir esta seção.