Bolsas de Estudo com a Nota do Enem: Perguntas Frequentes

Acesse o Vai de Bolsa e confira mais de 800 mil bolsas de estudo disponíveis, os descontos podem chegar a 100%* em cursos de graduação e pós-graduação, seja presencialmente ou na modalidade de ensino à distância – EAD. Para calcular o seu desconto, basta informar a sua nota geral e selecionar como deseja estudar.

Faça o teste e descubra em média quanto de bolsa a sua nota vale!

Não se preocupe! O Vai de Bolsa oferece outras cinco formas de ingresso que não exigem a nota do exame.

Inscreva-se gratuitamente! Em até 48 horas após a solicitação, você receberá mais informações das instituições parceiras. 

Através do nosso simulador gratuito de nota do Enem, você consegue saber quais são as suas chances em mais de 35 faculdades particulares. Faça o teste!

Engenharia Têxtil: conheça sobre a profissão e o mercado de trabalho

A indústria têxtil brasileira tem passado por uma transformação tecnológica. E por isso, profissionais da Engenharia Têxtil tem sido bastante requisitados para atuar nessa revolução do setor. Cada vez mais, empresas do ramo tem investido em automação e técnicas de produtividade. O que faz com que novas competências e habilidades sejam exigidas dos trabalhadores do setor.

E é aí que o curso de  Engenharia Têxtil se torna uma excelente porta de entrada para futuros profissionais que, além de viver essa revolução tecnológica, tem tudo para trazer otimização e inovação para esse setor.

Aliás, faltam profissionais de Engenharia Têxtil no mercado de trabalho. O que torna essa profissão ainda mais interessante para quem busca uma formação. Se você tem interesse em conhecer mais sobre o processos e produtos têxteis e ainda gosta de inovações tecnológicas, a Engenharia Têxtil pode ser um excelente caminho profissional.

Confira neste artigo como é o curso de Engenharia Têxtil, as principais disciplinas e o que esperar do mercado de trabalho. Boa leitura!

O curso de Engenharia Têxtil

A graduação superior em Engenharia Têxtil é do tipo bacharelado e tem duração de cinco anos. Um detalhe dessa formação profissional é que, geralmente, o curso é ministrado em período integral.

Assim como nas demais engenharias, curso tem foco em disciplinas básicas como Física, Química e MatemáticaE no decorrer da graduação, o aluno passa a ter contato com demais matérias que abordam:

  • Processos de tecelagem;
  • Fiação;
  • Malharia;
  • Composição de fios;
  • Tecidos;
  • Gestão de processos produtivos e outros.

Parte da carga horária da graduação de Engenharia Têxtil são atividades práticas realizadas em laboratório. Além disso, no último ano do curso os alunos precisam realizar um estágio obrigatório supervisionado e apresentar um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

O estágio obrigatório deverá ter duração mínima de 400 horas. E geralmente realizado em empresas e indústrias de setor, que oferecem oportunidades nas áreas de: 

  • Produção;
  • Controle de qualidade e processo;
  • Desenvolvimento de produtos e processos;
  • Projetos industriais;
  • Logística;
  • Compras, vendas e assistência técnica.

Principais disciplinas da Engenharia Têxtil

A grade curricular do curso de Engenharia Têxtil pode ser um pouco diferente conforme a faculdade escolhida. Algumas disciplinas recebem outros nomes ou a ordem em que elas aparecem podem ser alteradas.

Nos primeiros anos, o aluno terá contato com as chamadas matérias de formação básica, que são geralmente da área de Ciências Exatas.

Entre as principais disciplinas do curso de Engenharia Têxtil estão:

  • Introdução à Engenharia Têxtil;
  • Química Experimental;
  • Introdução à Ciência da Computação;
  • Cálculo;
  • Química Geral e Inorgânica;
  • Geometria Analítica e Álgebra Linear;
  • Ciência dos Materiais Têxteis;
  • Química Orgânica e Química Orgânica Experimental
  • Metodologia Científica;
  • Desenho Técnico para Engenharia;
  • Física e Física Experimental;
  • Balanços de Massa e Energia;
  • Polímeros e Fibras;
  • Estatística;
  • Sociedade, Tecnologia e História;
  • Fenômenos de Transferência;
  • Termodinâmica;
  • Tecnologia de Fio;
  • Mecânica dos Sólidos;
  • Eletrotécnica;
  • Planejamento e Otimização de Processos Têxteis;
  • Tecnologia de Tecelagem;
  • Tecnologia em Malharia;
  • Fenômenos de Superfície;
  • Ótica;
  • Ciência-Tecnologia-Sociedade;
  • Tecnologia do Beneficiamento;
  • Tecnologia de Tecidos Não-tecidos;
  •  Introdução ao Design e Moda;
  • Laboratório de Fenômenos de Transferência;
  • Operações da Indústria Têxtil;
  • Gestão Ambiental em Organização;
  • Engenharia da Qualidade;
  • CAD/CAM Aplicado na Indústria Têxtil;
  • Ciência das Cores;
  • Têxteis Técnicos;
  • Projeto da Indústria Têxtil;
  • Estamparia;
  • Tecnologia da Confecção;
  • Planejamento e Controle da Produção Têxtil;
  • Administração;
  • Microeconomia;
  • Tratamento de água e efluentes;
  • Higiene e sanitização de substratos Têxteis;
  • Tópicos Especiais em Engenharia Têxtil;
  • Ergonomia , Higiene e Segurança no Trabalho;
  • Gestão, Reciclagem e Tratamento de Rejeitos Sólidos, Líquidos e Gasosos;
  • Gestão da Inovação e Empreendedorismo;
  • Logística;
  • Gestão de Projetos;
  • Pesquisa Operacional;
  • Custos Industriais;
  • Representação Técnica do Vestuário; entre outras.

Onde estudar Engenharia Têxtil

No Brasil, apesar da necessidade de mais profissionais com essa formação, as faculdades de Engenharia Têxtil ainda são poucas.

Entre as universidades autorizadas pelo Ministério da Educação (MEC) a oferecer este curso estão:

  • Centro Universitário da Fundação Educacional Inaciana Padre Sabóia de Medeiros (FEI);
  • Faculdade SENAI-CETIQT (SENAI-CETIQT);
  • Universidade Estadual de Maringá (UEM);
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN);
  • Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC);
  • Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR).

Como é o mercado de trabalho para um Engenheiro Têxtil

Assim como acontece com as demais formações em Engenharia, para que o Engenheiro Têxtil possa atuar no mercado de trabalho, é preciso que ele obtenha seu registro profissional junto ao Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA) do estado onde trabalha. 

Feito isso, o profissional está apto a encarar o mercado de trabalho.

O Brasil é um dos maiores produtores têxteis do mundo, porém faltam profissionais para ocupar tantas vagas, que geralmente estão nas regiões Sudeste e Sul.

O engenheiro têxtil está apto a trabalhar em toda cadeia produtiva do setor: da fabricação de matérias primas até mesmo a comercialização final do produto. 

Conheça as principais oportunidades de trabalho para esses profissionais:

  • Cadeia produtiva em empresas e indústrias têxteis;
  • Desenvolvimento de coberturas e ambientação para cultivo no Agronegócio;
  • Criação de redes de pescas adaptadas e revestimentos para criatórios e tanques na Aquicultura;
  • Aplicação de produtos têxteis na Construção Civil;
  • Desenvolvimento de roupas de alta performance e tecidos especiais para modalidades esportivas;
  • Desenvolvimento de materiais para a Indústria Automotiva, como cintos de segurança, airbags, entre outros;
  • Roupas de proteção para indústrias;
  • Desenvolvimento de materiais têxteis para áreas de transporte, como cintas de amarração e elevação, cordas, esteiras e outros;
  • Projeção de plantas e equipamentos industriais;
  • Gestão de processos na Indústria Têxtil;
  • Desenvolvimento de produtos para áreas diversas;
  • Vendas técnicas, entre tantas outras.

Qual a média salarial de um engenheiro têxtil

Conforme explicado anteriormente, a profissão de engenheiro têxtil é regulamentada pelo CREA, que é também a instituição responsável por determinar e defender o piso salarial da categoria.

Atualmente, o piso salarial desse profissional é estabelecido com o mínimo de 8,5 salários mínimos para 8 horas de jornada diária. No entanto, você encontrará uma variedade de salários conforme o cargo ocupado, o tamanho da empresa e também a sua localização.

Segundo informações do site Glassdoor, em Santa Catarina, polo da produção têxtil no país, o salário médio de um engenheiro têxtil e de R$ 8.300 mil.

Muitas oportunidades

Como você viu, a Engenharia Têxtil oferece muitas oportunidades profissionais, além de oferecer salários bem acima da média de outras formações.

Para saber se essa é a profissão que você deveria seguir, a dica é realizar um teste vocacional e também pesquisar um pouco mais sobre os desafios da Engenharia Têxtil. E caso tenha oportunidade, converse com um profissional que já atua nessa área.

Além disso, conheça outras áreas da engenharia que também podem despertar o seu interesse.

Aproveite e assine a nossa newsletter para ficar por dentro das melhores dicas de formação profissionais e do mercado de trabalho brasileiro.

Faça seu pedido de bolsa!
Em quantas faculdades quiser, de uma só vez.

Negocie o seu desconto diretamente com as faculdades!

Confira os posts mais acessados do nosso Blog

Se você está procurando por conteúdo valioso e altamente acessado, não deixe de conferir esta seção.