Bolsas de Estudo com a Nota do Enem: Perguntas Frequentes

Acesse o Vai de Bolsa e confira mais de 800 mil bolsas de estudo disponíveis, os descontos podem chegar a 100%* em cursos de graduação e pós-graduação, seja presencialmente ou na modalidade de ensino à distância – EAD. Para calcular o seu desconto, basta informar a sua nota geral e selecionar como deseja estudar.

Faça o teste e descubra em média quanto de bolsa a sua nota vale!

Não se preocupe! O Vai de Bolsa oferece outras cinco formas de ingresso que não exigem a nota do exame.

Inscreva-se gratuitamente! Em até 48 horas após a solicitação, você receberá mais informações das instituições parceiras. 

Através do nosso simulador gratuito de nota do Enem, você consegue saber quais são as suas chances em mais de 35 faculdades particulares. Faça o teste!

Tipos de engenharia: conheça as mais tradicionais e as novidades na área

tipos de engenharia

Quais são os tipos de engenharia? Se existe uma área dentro das exatas com muita abrangência de cursos, essa área é a da engenharia. Afinal de contas, há uma grande variedade de segmentos. São, pelo menos, 50 opções de engenharias. É até difícil saber ao certo todos os tipos de engenharia disponíveis, pois é uma área que se amplia a cada ano. O fato é que essa diversidade tem atraído os estudantes. Portanto, a engenharia consegue abarcar muitas áreas de atuação, em um mercado com muitas oportunidades.

Em resumo, para quem gosta da área, o que não falta é opção. Os tipos de engenharia podem ir desde a área ambiental, aeroespacial, civil, de alimentos, entre outras. Além das tradicionais: civil, elétrica e mecânica.

Para saber mais o quão variado é esse curso superior, confira a seguir quais são os cursos na formação de engenharia que você poderá encontrar nas instituições de ensino. Assim, você vai conseguir escolher que tipo de engenharia mais agrada.

Leia também: Podcast Guia de profissões: como é a carreira de um engenheiro civil

O mercado de trabalho em engenharia

Como falamos na abertura do texto, a engenharia é uma das áreas com mais oportunidades profissionais, principalmente, para quem tem afinidade com exatas. No entanto, em virtude dessa amplitude de campos de atuação, não são apenas as exatas que farão diferença na carreira. Em tese, o trabalho de um bom engenheiro, em qualquer área, tem o foco na melhoria da qualidade de vida das pessoas e na prosperidade da sociedade. Para isso:

  • Cálculos matemáticos são os seus principais aliados;
  • Missão do engenheiro é resolver problemas;
  • O profissional precisa ser pratico;
  • Muito conhecimento científico envolvido;
  • Sempre em busca por inovações.

As engenharias tradicionais, como Civil, Mecânica e Elétrica, tem uma notoriedade dentro deste segmento, por serem uma espécie de base para todas as outras. No entanto, com o desenvolvimento de novas tecnologias, mais campos entro da engenharia estão surgindo, como de Controle e Automação, de Software, de Telecomunicações, entre outros.

E ser engenheiro não quer dizer atuar apenas na área técnica, em projetos e obras. Um engenheiro também ocupa cargos de gestão em empresas e organizações, assim como na indústria.

E quais são os engenheiros mais bem pagos?

A resposta a esta pergunta depende muito do nível de qualificação do profissional, da sua experiência, se atua no setor público ou privado, entre outros atributos. No entanto, a grande vantagem de ser engenheiro está na base da remuneração, que é definida por lei. Para você ter uma ideia, uma lei federal de 1966 determina o piso nacional da categoria de engenheiros. Veja:

  • 6 vezes o salário mínimo comum para uma jornada de 6 horas diárias;
  • 8,5 vezes o salário mínimo comum para jornadas de 8 horas diárias.

Então, com o salário mínimo em R$ 1.100, em 2022, o salário mínimo de um engenheiro no Brasil é de R$ 6.600 por seis horas diárias.

Os tipos de engenharia mais em alta

Uma boa estratégia para ter uma carreira profissional bem-sucedida é escolher uma área que se tenha afinidade. Se você sempre sonhou em ser um engenheiro, saiba que existe um vasto campo para se trabalhar nessa profissão. Para quem gosta das disciplinas das exatas e quer estudar em um curso superior abrangente, a faculdade de engenharia pode ser um prato cheio.

Saiba que cada graduação tem uma área específica de atuação e isso pode ajudar você a definir o seu perfil profissional, pois é preciso escolher uma formação com a qual você tenha afinidade. Essa é a maneira de seguir em uma carreira profissional que garanta satisfação e o trabalho seja mais prazeroso.

Para saber mais sobre algumas opções de cursos, confira a seguir os 10 tipos de engenharia mais comuns que podem ser encontrados no mercado de trabalho.

1- Engenharia Civil

Essa é uma formação indicada para quem gosta de projetar e executar obras tanto no meio urbano, quanto no rural. O engenheiro civil é o grande responsável pelas grandes obras que se costumam ver pela cidade. Além disso, eles também projetam obras de estradas de rodagem, barragens, porto, ferrovias, entre outras.

Essa é uma área bastante conhecida da engenharia porque é a mais evidente. Ela é a que afeta de forma mais direta a vida das pessoas, pois todos utilizam de alguma forma uma obra projetada por um engenheiro civil.

O curso de graduação em Engenharia Civil é do tipo bacharelado, com duração média de cinco anos. Durante o curso, o aluno estará apto a elaborar projetos estruturais, tanto em edificações como transportes, a partir de conhecimentos na áreas de matemática, física e química. Pode encontrar disciplinas como:

  • Resistência dos Materiais;
  • Planejamento Urbano e Transportes;
  • Materiais da Construção Civil;
  • Fundações e Contenções;
  • Mecânica dos Solos;
  • Instalações Elétricas Prediais;
  • Concreto Armado..

2- Engenharia da Computação

Quem trabalha nesse ramo é responsável por elaborar e executar projetos de computadores e seus periféricos. Sem ele, não seria possível utilizar computadores em casa e no trabalho. Também não seria possível conectar na internet, nem ter a possibilidade de otimizar várias tarefas através do uso de softwares.

Essa é um dos tipos de engenharia que é fundamental para o desenvolvimento tecnológico. Portanto, tem uma contribuição muito positiva na vida de todos. Se você gosta de trabalhar com circuitos e eletrônica, vá em frente que essa é a sua praia.

O curso de Engenharia da Computação tem a formação intimamente ligada a outros cursos, como Ciência da Computação e Engenharia Elétrica, por exemplo. Isso porque para construir um computador, você vai precisar entender fundamentos de eletricidade, da mesma forma que de programação de sistemas computacionais.

O bacharelado possui duração de cinco anos. Além de matemática, você vai ter disciplinas como: circuitos elétricos, engenharia de software, processamento digital de sinais, linguagem de programação e redes de computadores.

A área da Engenharia de Software também tem ligação com a Engenharia da Computação, com disciplinas afins. No entanto, a primeira é mais ligada ao desenvolvimento de softwares ou programas de computador.

3- Engenharia Cartográfica

Essa é a profissão para quem gosta de trabalhar com mapas. Esse é o campo da engenharia que é responsável por pesquisas de campo e cálculos de geolocalização. Além disso, o engenheiro formado nessa área também presta uma enorme contribuição para a construção civil. Pois, ele sabe tudo sobre reconhecimento topográfico e geográfico das localidades onde trabalha.

Além disso, essa é uma das áreas mais promissora da engenharia, pois o trabalho de um engenheiro cartográfico serve de base para outros profissionais. Portanto, um dos tipos de engenharia que é fundamental para o desenvolvimento humano e das construções rurais ou urbanas.

O curso de Engenharia Cartográfica é um bacharelado com duração de quatro anos. Durante esse período os estudantes vão aprender as disciplinas do ramo da Engenharia, pois essa graduação é fundamentada por essa ciência, mais as disciplinas específicas, como Topografia, Geodésia, Cartografia, entre outras.

4- Engenharia de Alimentos

Sem a atuação dessa área, não seria possível otimizar a produção de alimentos. O engenheiro de alimentos é o principal responsável por desenvolver técnicas que são utilizadas na fabricação, conservação e transporte de alimentos.

Portanto, o engenheiro dessa área participa de todo o processo que envolve o ramo alimentício, buscando melhores condições para que os alimentos cheguem até as prateleiras dos mercados e consequentemente até a casa das pessoas. Desse modo, essa é uma área fundamental para melhorar a condição de vida e otimizar tudo o que envolve os alimentos de forma mais eficiente.

O curso de Engenharia de Alimentos tem duração de cinco anos. Veja abaixo algumas disciplinas comuns:

  • Bioquímica.
  • Química e Bioquímica de Alimentos;
  • Físico-Química;
  • Modelagem, Análise e Simulação de Sistemas;
  • Fenômenos de Transporte;
  • Termodinâmica;
  • Química Analítica (Qualitativa, Quantitativa e Instrumental);
  • Microbiologia de Alimentos.
Tipos de engenharia
Tipos de engenharia

5- Engenharia de Controle e Automação

Esse é o setor responsável pelo desenvolvimento de projetos industriais. Portanto, fundamental para a indústria e fábricas. O engenheiro de automação é o responsável por desenvolver e projetar maquinários e máquinas relevantes para o ramo industrial.

Sem a atuação desse engenheiro, muitos processos realizados na indústria nos tempos atuais não seriam viáveis. Pois, graças ao maquinário desenvolvido por ele é que se consegue otimizar e ganhar tempo na fabricação de produtos e máquinas para todos os segmentos e setores.

O curso de Engenharia de Controle e Automação, ou apenas Engenharia de Automação, tem duração de cinco anos. Nos dois primeiros anos, o aluno estudará muita física, química, matemática e informática. Depois, é preciso estudar conhecimentos profissionalizantes e específicos. Assim, ele terá matérias como linguagem de programação, circuitos elétricos, robótica, química dos materiais e eletrônica industrial.

6- Engenharia de Minas

O engenheiro de minas é o responsável pela extração e aproveitamento dos recursos minerais. Portanto, um trabalho fundamental para todos os setores da indústria. Pois, todo o trabalho que envolve a atuação de um engenheiro minerador serve de matéria-prima para outras profissões.

O curso de graduação em Engenharia de Minas tem duração de cinco anos e habilitação em bacharelado. A graduação é oferecida apenas possui disciplinas relacionadas às áreas de Química, Física e Matemática. Além de disciplinas teóricas, o curso de Engenharia de Minas possui uma intensa carga horária de atividades práticas, principalmente em laboratórios. Outro destaque do curso, são conhecimentos relacionados a Geologia, Topografia, Mineralogia, Legislação Ambiental, entre outros.

7- Engenharia de Petróleo e Gás

O engenheiro que atua nessa área é o responsável pela exploração, produção e comercialização do petróleo. Essa é uma formação relativamente nova no país, mas bastante promissora, pois o combustível fóssil ainda é muito utilizado no mundo todo.

Quem é formado nessa área pode trabalhar em refinaria, petroquímicas, plataformas, entre inúmeras outras possibilidades. Portanto, esse pode ser um mercado de trabalho bastante promissor para quem deseja saber tudo sobre petróleo.

O curso de graduação em Engenharia de Petróleo e Gás tem duração de quatro anos. Confira algumas das disciplinas mais comuns:

  • Geologia Geral;
  • Cristalografia;
  • Mineralogia;
  • Sedimentologia;
  • Topografia;
  • Paleontologia I;
  • Petrologia Sedimentar;
  • Mecânica dos Fluidos;
  • Cartografia e Geodésia;
  • Mecânica dos Sólidos;
  • Engenharia de Reservatório;
  • Perfuração;
  • Avaliação de Jazidas;
  • Perfilagem de Poço;
  • Petrofísica;
  • Trabalho de Conclusão de Curso;
  • Gestão da Produção e Qualidade Petróleo.

8- Engenharia Elétrica

O engenheiro elétrico é o principal responsável pela pela geração e distribuição de energia. Além disso, ele pode atuar nas obras das construções civil com projetos da sua área. Caso contrário, não seria possível um edifício ter instalações elétricas, por exemplo.

No curso de graduação em Engenharia Elétrica, o aluno encontrará disciplinas de matemática, física, química e computação. Ele também aborda matérias mais específicas da profissão nas áreas de:

  • Eletrônica;
  • Eletrônica de Potência;
  • Processamento de Sinais;
  • Sistemas de Controle;
  • Sistemas de Energia Elétrica;
  • Telecomunicações.

9- Engenharia Agrícola

Esse é o ramo que cuida da agricultura. Um engenheiro agrícola é o profissional responsável em elaborar projetos que tornam a produção agrícola mais eficiente. Além disso, ele deve administrar os equipamentos e maquinários necessário para otimizar toda a produção no campo.

O curso de Engenharia Agrícola tem em média cinco anos. No início, a grade curricular completa matérias mais básicas, e apenas a partir do terceiro ano que matérias mais específicas começam a entrar na grade. Veja abaixo algumas disciplinas:

  • Termodinâmica;
  • Mecânica de Fluidos e Hidráulica;
  • Projeto de Sistemas e Processos de Pós-colheita;
  • Recursos Hídricos e Hidrologia;
  • Solos;
  • Irrigação e Drenagem;
  • Saneamento Rural;
  • Comportamento Físico-Mecânico de Produtos Agrícolas;
  • Projetos de Máquinas Agrícolas;
  • Planejamento da Produção Agrícola;
  • Geoprocessamento;
  • Modelagem Estrutural;
  • Projeto de Construções Rurais;
  • Ambiência Animal e Vegetal;
  • Estruturas de Concreto e de Madeira;
  • Estradas e Barragens Rurais;
  • Energização Rural.

10- Engenharia de Telecomunicações

O trabalho do engenheiro de telecomunicações consiste em tornar acessível a comunicação via rede. Portanto, desempenha um papel fundamental para a vida moderna. Sem o desenvolvimento e implementação de projetos em telecomunicação, não seria possível o acesso à internet, por exemplo. O curso é presencial dura entre quatro a cinco anos. Veja algumas disciplinas:

  • Eletricidade;
  • Circuitos Elétricos;
  • Circuitos Lógicos;
  • Eletromagnetismo;
  • Eletrônica Analógica e Digital;
  • Propagação de Ondas;
  • Antenas;
  • Dispositivos Ópticos;
  • Processamento Digital de Sinais;
  • Redes de Computadores;
  • Telefonia;
  • Comunicações Móveis e sem fio;
  • Sistemas Ópticos;
  • Comunicação Via Satélite;
  • Sistemas Modulados e Codificados.

Lista com mais engenharias

Veja abaixo uma lista com outros tipos de engenharia:

  • Acústica;
  • Aeronáutica;
  • Aeroespacial;
  • Ambiental;
  • Sanitária;
  • Biomédica;
  • Bioquímica;
  • Aviação e Perícia;
  • Biossistemas;
  • de Energia;
  • de Inovação;
  • de Instalações de Superfície;
  • de Materiais;
  • de Mobilidade;
  • de Pesca;
  • de Produção;
  • de Redes de Comunicações;
  • de Segurança no Trabalho;
  • de Sistemas;
  • de Transportes;
  • Eletrônica;
  • Nanotecnologia;
  • Física;
  • Florestal;
  • Hídrica;
  • Industrial;
  • Mecânica;
  • Mecatrônica;
  • Matalúrgica;
  • Nuclear;
  • Química;
  • Têxtil.

Conclusão

E aí? Se interessou por algum desses tipos de engenharia? Para cada perfil de trabalho existe uma formação adequada. Portanto, é fundamental você ter autoconhecimento suficiente para decidir com sabedoria qual é o curso mais adequado para você.

A vantagem de se formar em algum curso de engenharia é de ter uma ampla variedade de atuação e também de garantir uma boa remuneração. Pois, a engenharia é uma das profissões que tem um piso salarial alto, se comparada a outras formações.

Se você gostou desse assunto e deseja saber mais sobre educação, mercado de trabalho ou curiosidades, não deixe de acessar o blog Vai de Bolsa.

Faça seu pedido de bolsa!
Em quantas faculdades quiser, de uma só vez.

Negocie o seu desconto diretamente com as faculdades!

Confira os posts mais acessados do nosso Blog

Se você está procurando por conteúdo valioso e altamente acessado, não deixe de conferir esta seção.